João Oliveira Do Santos | Mestre João Grande | Bahia 1933

João Oliveira Do Santos nasceu dia 15 de janeiro de 1933 na pequena aldeia de Itagi, no sul do estado da Bahia, entre Ilhéus e Itabuna. Muito cedo, ele começou trabalhar ao lado de sua família no campo. No entanto, durante o trabalho, e ainda muito novo, seu passatempo favorito era o estudo da natureza. Ele ficou fascinado com a forma como o vento move as árvores, as ondas no oceano, e em particular os movimentos dos animais. Mais tarde, essas observações influenciaram grandemente a sua prática e filosofia da Capoeira.

Com 10 anos de idade, pela primeira vez e por acaso ele viu uma pessoa fazer o « corta capim » (um movimento de capoeira). Quando ele perguntou o que era, falaram para ele que era « a dança do Nagos » – a dança dos afrodescendentes da cidade de Salvador. João não sabia corretamente o nome do movimento, mas muitos anos mais tarde ele mudou sua vida para sempre. Assim com 10 anos de idade,saiu de casa. Porém ficou para sempre com « essa dança dos nagôs » na cabeça.

Assim, muito jovem, João caminhou para o norte da Bahia, sobrevivendo como trabalhador nas plantações. Finalmente, chegou à Salvador, o berço da Capoeira como nós o conhecemos, e depois de 10 anos de viagens ele viu pela primeira vez a prática da luta -dança, num lugar chamado « Roça do Lobo ». Aquele dia era o encontro de personalidades importantes da Capoeira, como Menino Gordo, João Pequeno, Mestre Barbosa, e Cobrinha Verde um dos maiores jogadores daquela época.

João perguntou a Mestre Barbosa o que era aquele jogo, e o Mestre respondeu: –  « Isso é Capoeira ». João, então pediu para aprender. Mestre Barbosa encaminhou-o a João Pequeno, que viria a ser seu companheiro mais próximo na Capoeira. João Pequeno mandou-o para o Mestre Pastinha que tinha uma academia famosa no bairro Cardeal Pequeno de Brotas. Assim, Pastinha aceitou João como estudante, iniciando um relacionamento que ia ter um efeito profundo em sua vida. Com a idade de vinte anos, João estava começando capoeira relativamente tarde na vida. Passou a estudar com ensinamento dos outros na academia de Pastinha. Cobrinha Verde estava incluído, mas a sua principal influência foi sempre, e continua a ser, Pastinha.

Assim nasceu o futuro Mestre João Grande. A Capoeira Angola enriqueceu muito a vida do Mestre, mas sobreviver continuava a ser uma tarefa difícil para ele e muitos outros capoeiristas da época. A maioria trabalhava muitas horas por muito pouco dinheiro para sustentar suas famílias. Naquela época muitos capoeiristas trabalhavam nas docas, carregando e descarregando navios. Mas quando chegava o dia de folga, a primeira coisa era vadiar, jogar Capoeira!

Em 1966, João Grande foi com Mestre Pastinha no Senegal, em Dakar, no 1 º festival Internacional de Artes Negras. Em 1968, João Grande e João Pequeno participaram do filme « Dança de Guerra ». Mestre Pastinha formou Mestre João Grande em 1968 e em seguido ele viajou pela Europa e Oriente Médio com o Viva Bahia, um grupo pioneiro que realizou artes folclóricas afro-brasileiras, como Capoeira, Samba de Roda, Maculelê, Candomblé e Puxada da Rede.

Depois da morte de Pastinha, Mestre João Grande parou de jogar Capoeira e continuou a tocar música e a dançar em shows folclóricos. Mas nos anos 80, Mestre Moraes e Cobrinha Mansa convenceram-no a sair da aposentadoria. Instituiu e começou a ensinar em sua organização Grupo Capoeira Angola-Pelourinho. Em 1989, ele foi convidado por Jelon Vieira para visitar os Estados Unidos. Jelon foi o primeiro a apresentar formalmente a Capoeira para os EUA em 1974. A turnê foi um tremendo sucesso. Em 1990 ele voltou a apresentar a Capoeira Angola no Festival Nacional de Artes Negras, em Atlanta, Georgia e no Centro de Schomberg de Pesquisa da Cultura Negra em New York City. E foi nessa época que Mestre João Grande decidiu ficar nos EUA. Desde então até hoje reside e ensina Capoeira Angola em Nova York.

Mestre João Grande tem ensinado milhares de estudantes em sua academia. Viajou por vários países da Europa, pelo Brasil, Japão e por muitas partes dos EUA para ensinar e executar « a tal dança nagô ». Em 1995, recebeu um Doutorado em Letras Humanas de Upsala College, East Orange, NJ. Em 2001, foi premiado com o National Heritage Fellowship da National Endowment for the Arts, que é um dos mais prestigiados prêmios dados aos praticantes de artes tradicionais em os EUA.

O Mestre se tornou um capoeirista tão aclamado que quando Carybé, pintor famoso por sua documentação da Cultura Africano na Bahia, escolheu fazer estudos de capoeira ele escolheu João Grande como modelo.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!